Franquias

Como organizar o fluxo de caixa da sua franquia de hotel

Você já decidiu que quer investir seu dinheiro e apostar em uma franquia de hotéis, mas ainda está inseguro em relação às finanças do seu negócio? Neste post você vai entender o que é o fluxo de caixa do hotel e como você poderá utilizá-lo dentro do seu planejamento para que a sua franquia cresça e os resultados positivos apareçam.

Entenda o fluxo de caixa

O fluxo de caixa é uma ferramenta financeira que será utilizada para conhecer as disponibilidades de uma empresa em certo período de tempo — que também deverá levar em consideração os saldos de bancos e de aplicações financeiras de curto prazo.

Para que ele seja elaborado, além dos saldos iniciais destas contas, devem ser computadas todas as entradas, ou seja, os recebimentos relacionados às diárias pagas por seus clientes, e também as saídas que possuem ligação com o pagamento de funcionários, contas de energia e água, entre outros gastos utilizados na atividade hoteleira.

Como elaborar o seu fluxo de caixa

Para a elaboração do fluxo de caixa é preciso utilizar uma planilha eletrônica ou um software de gestão, que vai permitir o registro organizado de toda a movimentação financeira do seu hotel. Para começar, é necessário estabelecer uma data para o início das operações e inserir os saldos de caixa, bancos e aplicações naquela data.

Após essa inserção, deverão ser anotados todos os recebimentos e pagamentos. Da comparação destes com os saldos iniciais será obtido o fluxo de caixa do período, que são os recursos que podem ser utilizados conforme as necessidades de seu hotel.

Cuidados necessários na elaboração do fluxo de caixa

Caso você receba muitas diárias por cartão de crédito ou com cheques pré-datados, é essencial ter um cuidado especial com esses valores e só relacioná-los em seu fluxo de caixa quando, efetivamente, forem recebidos. No caso do cartão de crédito, isso acontecerá quando a operadora repassar os valores de um período. Já no caso do cheque pré-datado, o valor deverá entrar no caixa quando este puder ser depositado e for compensado.

O mesmo raciocínio é válido se o seu hotel utilizar cheques pré-datados para o pagamento de contas, isto é, o registro da saída só deverá ser feito na compensação. Tanto para os cheques recebidos quando para aqueles utilizados para pagamento, poderá ser feito um controle adicional, já que esses valores não podem figurar, imediatamente, no caixa. Preze também pela contabilização diária de todas as entradas e saídas, já que assim o fluxo de caixa estará sempre atualizado.

Vantagens do fluxo de caixa

As vantagens do fluxo de caixa para sua franquia de hotel são inúmeras, sendo que a organização das suas finanças e o fornecimento de suas disponibilidades em tempo real é uma das principais. Além disso, você poderá categorizar os gastos do seu hotel e saber exatamente em que seu dinheiro está sendo gasto.

O mesmo detalhamento poderá ser feito com as entradas e você poderá conhecer quais são as melhores épocas de faturamento e aquelas em que seu hotel não é tão procurado, o que ajudará a criar um planejamento para enfrentar a sazonalidade em relação à ocupação de seu hotel.

Nesse post você viu que o fluxo de caixa do hotel pode ser uma importante ferramenta de gestão para o seu negócio. Foi possível compreender como este deve ser elaborado e alguns cuidados, principalmente com o recebimento de cartão de crédito e cheques pré-datados. Além disso, você viu que o fluxo de caixa permite entender, de forma detalhada, onde o seu dinheiro está sendo gasto e também possibilita a preparação de um fundo de reserva para aquelas épocas de menor procura de seu hotel.

E aí, o que mais você utiliza na gestão do seu negócio? Deixe o seu comentário!

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios