Franquias

Expansão de Franquias: o que você precisa saber para iniciar um ótimo negócio

Podemos dizer que o Franchising é um modelo de negócios que nasceu de uma necessidade importante de muitas marcas: como expandir territorialmente nos momentos mais favoráveis, se a cada nova unidade o investimento é alto e existe uma série de desafios locais? Não se trata apenas de colocar a marca em uma região ou cidade, mas também toda uma infraestrutura física de produção, atendimento e de conexões com parceiros comerciais, locais ou não.

E quando lembramos da dimensão continental que o Brasil tem e com a multiplicidade de culturas, hábitos e dificuldades logísticas, abrir novas lojas é ainda mais complexo.

É preciso:

  • Conhecer o potencial de mercado do lugar – realidade socioeconômica, se a marca já tem um reconhecimento na região, quais são os concorrentes;
  • Planejar com antecedência a abertura da loja e todos os gastos que serão feitos localmente e o que terá de ser enviado de outros lugares;
  • Contratar funcionários locais sem conhecer a qualidade da mão-de-obra ou contratar empresas especializadas na tarefa.

Esses são apenas alguns dos desafios, que se tornam ainda maiores quanto mais longe a loja for da matriz ou do centro de distribuição da empresa. Não é por acaso que muitas marcas desistem de investir nacionalmente.

Ou optam pelo modelo que cresce, cada vez mais, na economia brasileira: as redes de franquias.

As Franquias são a melhor forma de expansão das marcas

Nesse modelo, as marcas podem gerenciar todos os aspectos comerciais e de qualidade do produto na unidade que fará a venda dele, porém não não via investir fisicamente – o investidor, no caso o franqueado, vai criar a unidade e comercializar a marca na região.

Em troca, o franqueado paga uma taxa para entrar na rede – a Taxa de Franquia – e, conforme o modelo proposto pela franqueadora, paga mensalmente:

  • A Taxa de Royalties que dá direito ao uso da marca e a receber treinamentos, manuais de operação e canal de atendimento;
  • A Taxa de Marketing ou Propaganda que gera um fundo com o qual a marca executa todas as estratégias visando gerar e aumentar a visibilidade do produto.

Para o franqueado, é um excelente negócio

Ele terá receita e lucratividade maiores e um prazo de retorno menor, quando comparado com um negócio próprio. Isso porque vai comercializar uma marca reconhecida e contará com suporte tanto de gestão como operacional da franqueadora.

Para a marca é a forma mais rápida e segura de crescimento

A marca pode expandir sem investir em imóveis, equipamentos, pessoal e estoques, entre outros custos, evitando longos projetos – com riscos consideráveis – ao tentar implantar lojas próprias em regiões que não conhece.

E as Franquias continuarão expandindo!

Mesmo em anos muito difíceis da economia brasileira, o Franchising teve um crescimento excepcional em 2018 e, dentro dele, tem também o crescimento das unidades franqueadas.

Um dos motivos, sem dúvida, foi a grande quantidade de pessoas com capital de rescisão de emprego ou poupança para investir, para manter ou aumentar a renda mensal.

franquias tabela

Para administrar e impulsionar a expansão de franquias, as marcas mantém uma área dedicada para fazer planejamento e traçar as estratégias necessárias para:

  • Mapear constantemente as regiões que tenham potencial para abrir lojas ou aumentar a quantidade;
  • Captar investidores que tenham o potencial e o perfil para as expansões.

Mas, você sabe como funciona a Área de Expansão de uma franquia? Vamos falar um pouco sobre isso e como ela pode oferecer o melhor para o seu investimento.

Como funciona o planejamento da Área de Expansão de uma Franquia?

O planejamento é constante para estar sempre atuando na dinâmica de crescimento das regiões e aliando a isso os diversos fatores que podem influenciar no potencial delas.

Um dado interessante nessa dinâmica, por exemplo, é o aumento das franquias no interior do país que vem se registrando nos últimos anos. São esses movimentos que as franqueadoras e os candidatos devem perceber.

Nesta primeira fase do processo de expansão, a franqueadora deve definir:

Regiões para a expansão

A franqueadora vai estudar:

  • As características culturais da região;
  • O perfil socioeconômico do consumidor predominante e o quanto é alinhado com o público-alvo da marca;
  • O quanto o produto deve ser adaptado para aumentar a aceitação maior, e se essa mudança e se justifica comercial e financeiramente.

Todos os formatos devem ter a expansão estudada, e não apenas os tradicionais, em pontos físicos. As Franquias Home Office, onde podemos trabalhar em casa, assim como as Franquias de Consultoria Empresarial vão avaliar os mesmos aspectos da região.

Público-alvo

A franquia vai mapear diversos aspectos disponíveis – experiência, escolaridade média, idade, aspectos pessoais, renda – para definir se há potencial para investir com segurança nas relações.

Custos estratégicos

A franqueadora vai, basicamente, estudar o investimento necessário em marketing para incrementar a imagem da marca na região, visando a venda de unidades franqueadas, e para tornar a marca visível para os candidatos em potencial – meios de comunicação, eventos e canais digitais.

Custos de suporte

Aqui ela vai considerar a necessidade de uma equipe de Consultores de Campo, a previsão de duração e de gastos com a permanência dela com o objetivo de facilitar o processo de abertura das unidades.

Como podemos ver, o planejamento é uma fase extremamente delicada. Todas as negociações futuras com candidatos a franquias dependerão dos resultados finais do planejamento e, até mesmo, da decisão da franqueadora investir na região.

Como funciona a captação e a avaliação de candidatos de uma Franquia?

A captação de potenciais franqueados ocorre através dos canais de comunicação definidos no planejamento, em especial os digitais – site, blog e redes sociais, utilizando fortemente o marketing digital – e a presença em eventos relacionados à marca, onde ela terá uma visibilidade grande e imediata.

A partir do interesse de candidatos, o Gerente de Expansão agenda reuniões, sempre individuais, para apresentar em detalhes o modelo da franquia e a COF (Carta de Oferta de Franquia).

franquias

A COF é um documento obrigatório por Lei para que a franqueadora informe todos os deveres e direitos das partes previamente. Dessa forma, o candidato pode avaliar, entre vários pontos, se tem o capital necessário, se o estilo de trabalho com a franqueadora agrada e se a disponibilidade exigida é compatível com o desejado.

Portanto, também é a oportunidade do candidato decidir se a franquia escolhida é a mais indicada ou até mesmo se o modelo de franquia é o ideal para ele.

A reunião entre a franqueadora e o candidato é o momento mais importante do processo de expansão da franquia, pois ambos entenderão se estão alinhados para uma parceria de longo prazo, o que pode ser a porta de entrada da marca na região.

Gostou deste artigo? Esperamos que ele tenha ajudado você a compreender esta fase crucial das franquias que é a expansão, e o quanto ela pode ser interessante para o seu projeto pessoal de empreendimento.

Quer conhecer mais?

Veja nossos outros artigos sobre Franquia e Empreendedorismo.

Sucesso!

franquias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios