Franquias

Franquia de hotel: veja como administrar o seu capital de giro

Um hotel precisa arcar com várias despesas diariamente, além de pagar funcionários e impostos mensalmente e ter recursos também para gastos imprevistos. Tudo isso deve ser suportado pelo capital de giro — o dinheiro necessário para manter o funcionamento do negócio, com todas as suas despesas exigidas.

Conclusivamente, sem esse capital uma empresa fecha. E isso ocorre com mais frequência do que imaginamos, inclusive em empreendimentos com boa carteira de clientes e operações em plena fluência.

Para que você não passe por esse problema nem tenha que desistir da própria organização, trabalhe colocando em prática as quatro ações que vamos abordar agora.

Analise processos à procura de gargalos

Em meio a tantas atividades compreendidas pelas operações, algumas podem consumir recursos humanos, materiais ou financeiros desnecessários. Então, avalie-os minuciosamente atentando a pontos que podem ser corrigidos ou aperfeiçoados para que exijam menos dinheiro, mão de obra, estoque ou ferramentas e utensílios.

Por exemplo, caso você perceba que as refeições de serviço de quarto geralmente não são consumidas na sua totalidade, pode diminuir o tamanho ou o peso das porções. Assim, os clientes comerão a mesma quantidade e seu hotel gastará menos para prepará-las — uma economia recorrente.

Não acumule dinheiro nas disponibilidades

É necessário ter valores disponíveis em caixa e banco com sobras para as despesas operacionais e imprevistas. Mas não é preciso deixar todo o faturamento e mais o lucro acumulado nessas contas, porque a inflação aumenta e o seu dinheiro desvaloriza se estiver estagnado. A consequência poderá ser posterior insuficiência de verba para cobertura de gastos que foram ajustados em médio e longo prazos.

Deixe dinheiro operacional disponível apenas para gastos diretos e em curto prazo. Coloque a disponibilidade adicional ao capital de giro em fundos de investimento ou aplicações financeiras para que seja reajustada enquanto o mesmo ocorre com as despesas.

Essa prática serve tanto para o giro quanto para o patrimônio em dinheiro, que você não pode deixar desvalorizar. Com isso, na hipótese de futuramente ser necessário realocar recursos do lucro acumulado para cobrir despesas, você terá valores ajustados de acordo com os gastos inflacionados até o momento.

Busque por boas condições de compras

Seus credores sempre irão preferir receber à vista. Então, caso seja possível, pague dessa forma, solicitando desconto. Porém, dependendo do fornecedor ou do volume da aquisição, pode não haver alternativa aos prazos. Nesse caso, assuma-os pesquisando possibilidades de desconto na compensação antecipada de faturas ou pouca diferença de valores entre pagamentos direto e parcelado.

No caso da quitação à vista, além da economia com o desconto, dinheiro que ainda nem foi recebido não é comprometido em contas. E na hipótese de um parcelamento com boas condições, é possível poupar em porcentagens relevantes e, ainda, não comprometer o capital de giro atual se ele for baixo.

Tenha cuidado se for tomar empréstimo

Principalmente em início de funcionamento, é recorrente que empresários necessitem de empréstimos bancários para manter as operações. Então, caso seja sua única saída em determinado momento, pesquise a fundo taxas e prazos, sempre colocando na balança o que mexe menos com o negócio e o que futuramente não tomará parte muito grande do capital de giro, para não aumentar o problema e apenas protelar as consequências.

E também não faça disso um hábito. O que pode ocorrer é a dívida tornar-se impagável ou todos os recursos serem tomados para quitação dela. Independente de qual desses dois casos se apresentar, a saúde financeira estará comprometida e a falência se aproximará.

Seja cauteloso ao assumir seus compromissos financeiros, até porque alguns são precisos. Porém, nunca assuma qualquer um maior que sua capacidade contando com dinheiro futuro. Isso é perigoso em qualquer hipótese.

De maneira conservadora e coerente, compre corretamente, acabe com desperdícios variados e não deixe o dinheiro se desvalorizar. Assim, certamente seu capital de giro será otimizado. E é esse o começo de um negócio saudável, sustentável e próspero.

Você pretende abrir sua empresa ou está começando a empreender? Tem mais alguma dúvida ou precisa de auxílio? Deixe sua necessidade ou compartilhe sua experiência nos comentários!

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios