Empreendedorismo

Investimentos em 2021: saiba onde investir no pós-pandemia

A crise do novo coronavírus trouxe uma série de danos econômicos e financeiros para as pessoas, criando um contexto muito específico que afetou os investimentos de todos. Por isso, é importante saber onde investir seu dinheiro no pós-pandemia conforme nos aproximamos do fim dessa crise, agora que a vacinação já começou oficialmente em alguns países do mundo.

Para saber onde investir seu dinheiro no pós-pandemia, precisamos compreender o que aconteceu com o cenário macroeconômico na crise e quais são os indicativos para o ano de 2021, considerando as movimentações do governo, do mercado e do público consumidor. É claro que a pandemia não acabará em 2021 tão facilmente, mas o primeiro semestre será marcado pela vacinação de milhões e milhões de pessoas no mundo inteiro.

Quer saber onde investir seu dinheiro no pós-pandemia? Então siga a leitura do artigo abaixo!

Onde investir seu dinheiro no pós-pandemia? Confira 4 opções a seguir!

1. Imóveis

O investimento em imóveis se tornou a principal opção durante a pandemia do novo coronavírus e permanecerá assim em 2021. Isso porque os principais elementos que criaram esse contexto permanecerão na mesma posição no próximo ano.

Com a queda histórica da Selic em 2020 e a instabilidade da Bolsa de Valores, os imóveis se tornaram a opção central para quem buscava um lugar seguro para depositar seu dinheiro. Inclusive, a compra de imóveis de luxo em Florianópolis e outras capitais que enfrentaram bem o coronavírus aumentou por causa disso.

Em 2021, os imóveis continuarão sendo um bom investimento porque tendem a se valorizar bastante no período, uma vez que as pessoas que passaram tanto tempo em casa vão querer se mudar ou algo parecido.

Além disso, os imóveis são bons investimentos por serem seguros e estáveis,  valorizando-se com o tempo (nos últimos 10 anos, o crescimento foi de 208% de valorização) e permitirem ganhos mensais com aluguel.

2. Renda Fixa

A Renda Fixa foi muito desvalorizada em 2020. Isso porque a Selic caiu para 2% e, pela atual situação, ficará abaixo da inflação medida pelo IBGE, ou seja: investir na Selic significa perder valor no dinheiro, algo raríssimo na nossa história.

No entanto, tudo indica que ela deverá retomar algum prestígio em 2021. Isso se deve à existência de várias opções de Renda Fixa no mercado, incluindo itens como debêntures e debêntures incentivadas. Como são emitidas por empresas, elas são um pouco menos seguras do que títulos públicos, mas rendem mais também.

Além disso, há a previsão de uma subida ligeira na Selic para conter a inflação e isso ajudará a retomar alguma lucratividade na Renda Fixa.

3. Bolsa de Valores

A Bolsa de Valores tende a recuperar os bons resultados de 2019, quando o índice Ibovespa subiu 30% no ano. Em 2020, os resultados foram ruins, com queda gigantesca em março. A recuperação foi lenta e instável, o que assustou muita gente. No entanto, com a vacina do novo coronavírus chegando, é possível que o mercado reaja melhor e os resultados comecem a aparecer.

A perspectiva é que o Ibovespa consiga zerar as perdas do ano e comece 2021 com o quadro limpo para crescer e se desenvolver. Será que conseguirá? Seja como for, a confiança voltará e vale a pena separar uma parte da carteira para aplicar em uma opção um pouco mais arriscada. Para quem tem mais receios, vale a pena pensar em comprar as ações de algumas empresas mais sólidas e evitar fazer Day Trade. Assim, reduz-se os riscos de perder dinheiro na Bolsa em 2021.

4. Fundos quantitativos

Para quem ainda se sente inseguro em relação a 2021, vale a pena conhecer os fundos quantitativos. Basicamente, são fundos que funcionam com uma estratégia anticrise. O foco dessa estratégia é procurar por ativos que funcionem com uma correlação inversa, ou seja: quando um ativo sobe, o outro desce. Assim, o fundo pode investir e ganhar dinheiro, independentemente do cenário macroeconômico que se apresenta.

Um exemplo é a relação entre dólar e Ibovespa. Quanto mais gente investe na Bolsa, mais o real se valoriza em relação ao dólar. Quanto mais há fuga de capitais estrangeiros, mais o dólar se valoriza frente ao real. Portanto, Ibovespa e dólar funcionam em uma régua inversa. Dessa forma, o fundo quantitativo lê o cenário (muitas vezes com o uso de robôs automatizados) e investe na correlação correta. Isso tudo para atrair os investidores mais receosos.

Pronto! Agora você já sabe onde investir seu dinheiro no pós-pandemia e poderá planejar a sua carteira de aplicações para 2021 com mais tranquilidade. No entanto, lembre-se de que ainda estamos em um período complicado. Pode ser que a crise continue no começo do ano, pode ser que alguns contextos aconteçam e um ativo se torne melhor do que o outro. Portanto, siga acompanhando seus investimentos e adaptando-os adequadamente quando possível.

E aí, gostou do nosso conteúdo? Então comente abaixo dizendo onde investirá em 2021!

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios