Franquias

Franquias: 7 motivos porque é melhor que um negócio do zero

Empreender, ser independente tanto profissional quanto financeiramente e atuar no mundo dos negócios como um protagonista é o sonho de milhões de brasileiros. Todos os dias acordam imaginando como teriam mais motivação em trabalhar em algo onde sucesso e risco estão sob seu controle. Crescer está sob sua liderança e as Franquias são uma ótima oportunidade de alcançar esse sonho.

Mas, a pergunta de sempre está na cabeça de todos: abrir uma Franquia é melhor do que ter uma marca própria? Podemos adiantar que sim, e os motivos não são poucos.

Muitas são as semelhanças, mas as Franquias se destacam nas questões mais críticas para quem sabe que abrir um negócio, seja que modelo for, é uma decisão ousada e arriscada. São anos de capital ou uma boa rescisão no emprego e as dúvidas são naturais.

Então, vamos avaliar as grandes diferenças para que você veja como uma Franquia pode se tornar o seu melhor negócio.

1 – A marca de uma Franquia

Sem dúvida, esta é a parte mais complexa e arriscada de um negócio próprio: definir os produtos e serviços que serão oferecidos e pensar em toda uma estrutura de fabricação e demais custos que que permitirão que eles sejam competitivos no mercado.

E a Franquia?

Você recebe uma marca pronta e com reconhecimento e visibilidade no mercado. Isso aumenta muito as suas possibilidades de negócios e vendas, pois o mercado consumidor já conhece o produto, mesmo que sem ter tido contato com ele ainda – seu trabalho de venda fará essa aproximação.

2 – Plano de Negócio de uma Franquia

Do momento em que decidimos investir em um negócio próprio até que a loja ou o escritório esteja operando, existe uma série de pontos que devemos definir e gerir.

Estamos falando do Plano de Negócio, um documento de suma importância para que a empresa saia do papel de forma segura e eficiente. Entre os muitos aspectos, podemos destacar:

  • Quais produtos ou serviços serão oferecidos;
  • Qual a forma e os custos de produção ou de compra e estocagem;
  • Precificar os produtos ou serviços, considerando concorrência e valor de mercado;
  • Definir o público-alvo;
  • Criar o plano de marketing com as estratégias que serão usadas;
  • Estimar o valor inicial de investimento – ponto comercial, equipamentos, móveis, legalização, estoque inicial e outros;
  • Estimar as despesas operacionais, a receita mensal, o lucro e a expectativa de retorno.

É um ponto especialmente crítico – o sempre difícil como começar? São muitos pontos de atenção e riscos, além da ansiedade em errar pouco para que o negócio comece com boas perspectivas.

E a Franquia?

O Plano de Negócio é fornecido pela franqueadora e engloba todos esses pontos e outros relacionados à marca. Ele é construído na medida do que a marca precisará para você abrir uma loja na sua região – ou até mesmo uma Franquia para trabalhar em casa. O plano já tem uma validade e uma responsabilidade da franqueadora. A você caberá os investimentos e abrir a loja já estruturada, sem os riscos de avaliação de um negócio do zero.

franquias

3 – O investimento inicial em uma Franquia

Esse ponto sempre rende muita discussão: o que as Franquias exigem de Taxa de Franquia não é superior ao que podemos gastar montando um negócio por conta própria?

É uma questão que não podemos responder apenas com os números; o investimento em uma Franquia leva em consideração toda a transmissão de conhecimento que a franqueadora faz para gerir cada aspecto do negócio, desde o momento de regularizar até a abertura.

Não podemos esquecer que a marca fornece:

  • Concessão de uso da marca;
  • Transferência de conhecimento geral de gestão;
  • Plano de marketing validado, com todas as estratégias que serão usadas;
  • Assessoria na montagem física e visual da loja;
  • Assessoria na regularização (licenciamentos, vistorias);
  • Consultoria na escolha do ponto comercial;
  • Lista de fornecedores com preços especiais para os equipamentos;
  • Treinamentos de gestão e operacionais dos principais processos;
  • Suporte durante todo o processo de montagem e abertura;
  • Acesso aos canais de relacionamento e atendimento.

Quer investir pouco em uma Franquia? Clique aqui.

4 – O Plano de Marketing de uma Franquia

Fazer uma marca própria ser conhecida no menor tempo possível para começar a ter negociações e vendas é um dos maiores desafios do empreendedor. Exige investir em ferramentas de análise de mercado, profissionais de marketing e um bom tempo estimado de retorno.

E a Franquia?

Ela entrega um plano de marketing validado e em funcionamento com as demais unidades da rede de franquias. Dessa forma, a franquia com o produto tendo uma visibilidade muito maior e menos tempo do que podemos alcançar investindo muito tempo e recursos em uma estratégia de marketing própria.

5 – A experiência de uma Franquia

Investir em uma marca própria implica em contratar profissionais, dispensar mais tempo e recursos e até mesmo empresas de consultoria para cuidar de todas essas etapas, sem ter a garantia dos resultados esperados – e até uma boa dose de risco.

Além desses fatores, existem dois custos ocultos que, muitas vezes, não são percebidos por quem está abrindo um negócio de marca própria.

  • Tempo: mal administrado, pode levar a decisões estratégicas e financeiras ruins. Na franquia, ele é definido pelo plano de negócio.
  • Erros: os erros de definição e de execução são muitos e é natural que sejam, principalmente em um primeiro negócio próprio. Eles vão exigir mais tempo, mais recursos e revisões de prazos que podem comprometer o planejamento financeiro – pode virar uma corrida contra o tempo que agrave os problemas. Em uma Franquia, as etapas são pautadas pelo plano de negócio definido, o que reduz muito este risco.

Quer conhecer mais as Franquias antes de decidir? Clique aqui.

6 – O suporte de uma Franquia

Sabemos como pode ser tornar muito difícil a gestão de um negócio no dia a dia quando não dominamos completamente as atividades e não podemos contratar muitos funcionários. Ou precisamos nos dedicar mais às vendas e estamos imersos em questões operacionais.

O suporte é um grande diferencial que as Franquias possuem em relação aos negócios próprios: elas oferecem suporte completo aos franqueados tanto antes de abrir a unidade quanto durante a operação diária.

  • Assessoria jurídica para abertura legal
  • Assessoria de localização do ponto comercial
  • Treinamentos de gestão e operacionais
  • Manuais de operação
  • Canal de atendimento
  • Canal de relacionamento.

7 – A diversidade de modelos de trabalho das Franquias

Nas Franquias você não só encontra inúmeras opções de marca relacionadas ao segmento que você gostaria de trabalhar – por exemplo, as Franquias de Idiomas se você tem experiência como professor ou gestor de Educação – mas também encontra formatos inovadores.

Atualmente, as Franquias de Serviços Empresariais estão crescendo, por serem franquias de fácil operação e baixo custo, como as Franquias de Consultoria. Você trabalha por projetos, com metas e prazos e sem horário de trabalho obrigatório.

franquias

Muitos produtos e serviços, como os citados acima, podem ser montados para trabalhar em home office, o que pode representar algo que pode ser determinante na decisão de investir: ter mais qualidade de vida, tanto profissional quanto pessoalmente.

Gostou deste artigo? Mostramos como as Franquias têm uma série de características que tornam elas um modelo de negócio mais seguro, com uma operação mais eficiência e chances de sucesso e retorno maiores.

Quer conhecer mais?

Veja nossos outros artigos sobre Franquia e Empreendedorismo.

Sucesso!

franquias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo