Educação e IdiomasFranquias

Educação Bilíngue: essa tendência favorece as Franquias!

Durante muito tempo, dominar uma segunda língua era uma habilidade desejável para determinados níveis profissionais e pouco usado no dia a dia dos brasileiros como uma forma de comunicação intensa. Com a internet e a globalização dos mercados, dominar e até mesmo ser fluente no Inglês tornou-se item obrigatório e a Educação Bilíngue surge no mercado de Franquias como uma tendência para o melhor preparo de crianças e jovens.

Alguns fatores fazem com que o domínio de mais de um idioma – especialmente o Inglês – se torne uma habilidade que deve ser perseguida por todos e o mais cedo possível na vida.

Mercado de trabalho

Praticamente todas as vagas de emprego nos dias de hoje exigem, no mínimo, dominar o Inglês – saber falar, ler, escrever e ouvir com um nível avançado – para atuar em um mercado cada vez mais digital e onde é intensa a comunicação com empresas estrangeiras.

Em diversos segmentos, os negócios acontecem com muita rapidez e a fluência é importante, para entender melhor e sem riscos de interpretação que possam prejudicar a negociação. E também crescem as oportunidades de trabalho no exterior.

Formação acadêmica

Outro efeito da globalização: a formação acadêmica não precisa mais restringir-se aos estudos no Brasil. Os intercâmbios estão em franco crescimento. E não apenas programas de curta duração, mas também para universidades.

Alguns países, como o Canadá e a Irlanda, oferecem ótimos cursos com a possibilidade de trabalhar e fixa residência no país. Ter fluência no Inglês não só garante a eficiência do aprendizado, mas permite uma experiência social mais rica e ajuda – o que pode destacar um currículo no Brasil.

Maior aproveitamento na infância

Quanto mais precoce for o início do aprendizado de um segundo idioma, mais eficiente ele será: a facilidade maior de aprendizado ocorre entre os 2 e os 5 anos e vai caindo aos poucos com o passar dos anos.

Portanto, para que o Inglês seja fluente na vida da pessoa, a melhor opção é começar a aprender desde a primeira infância.

Pensando nessas possibilidades, surge a Educação Bilíngue para preparar crianças e jovens para o mundo sem fronteiras.

Escola Internacional e Escola Bilíngue: são a mesma coisa?

franquias

Ao contrário do que muitas pessoas imaginam, Escolas Internacionais e Escolas Bilíngues não são a mesma coisa.

As Escolas Internacionais são destinadas a pais que querem educar seus filhos exclusivamente no idioma, na grade curricular e em contato com a cultura de outro país que não o Brasil.

Essas escolas são procuradas por funcionários de empresas internacionais que foram transferidos para o país e desejam que os filhos sejam educados como se estivessem no país de origem para buscarem experiências acadêmicas e profissionais no exterior.

Todo o contexto de estudo e convivência é feito com base no país, incluindo o calendário. Portanto, para uma criança que estuda em uma escola internacional voltada para o ensino nos Estados Unidos, o período de aulas é de agosto a junho, com algumas variações.

Dessa forma, as escolas internacionais vão oferecer aulas a um objetivo de vida específico – estudar para, no mínimo, continuar vivendo no Brasil como um estrangeiro.

Alguns fatores pesam muito nessa escolha:

  • Custo: são as escolas mais caras dentre os modelos existentes;
  • Elas não habilitam os alunos a prosseguir nas etapas acadêmicas seguintes no Brasil.

Mas então, o que é uma Escola Bilíngue?

Como vimos antes, as escolas internacionais criam um clima de total imersão educacional e cultural – nelas uma criança norte-americana aprende sobre presidentes  e escritores do país dele, por exemplo.

Por outro lado, nas Escolas Bilíngues, as aulas e as atividades são ministradas em português e em um segundo idioma – o Inglês, por ser uma língua universal, é o mais comum.

A ênfase é o bilinguismo, mas o conteúdo, a grade e o calendário são brasileiros. Nesse ponto, é uma escola brasileira com turmas falando dois idiomas.

Apesar de ser uma proposta interessante e próxima da realidade dos brasileiros, a escola bilíngue exige alguns cuidados:

  • Não há regulamentação a respeito das escolas bilíngues e isso pode dificultar a escolha do modelo ideal – e causar muita confusão entre famílias que usam escolas com concepções diferentes;
  • Algumas escolas, para fazer um preço melhor, limitam o bilinguismo a alguns dias e isso muda completamente a ideia principal;
  • É uma escola bilíngue, mas não exclusiva, portanto não há a profundidade de ensino do segundo idioma nos mesmos níveis das Escolas de Idiomas.
Franquias

O Bilinguismo é uma grande oportunidade para as Franquias de Idiomas!

As famílias brasileiras querem preparar melhor os seus filhos. Elas sabem que as possibilidades são muitas com o mundo digital e sem fronteiras, mas também é exigente quanto às habilidades e competências.

O bilinguismo é um caminho natural e, desde muito cedo, as escolas apostam em modelos para conquistar mais público.

Porém, por ter de administrar uma grade curricular com diversas disciplinas e assuntos que não estão relacionados com o ensino do idioma, elas não alcançam o patamar de qualidade e ênfase que as Franquias de Cursos de Idiomas.

Além disso, nos Cursos de Idiomas, o tempo é totalmente dedicado ao ensino da língua, além dos investimentos estarem focados nesse objetivo.

As Franquias de Escolas de Idiomas tem como missão qualificar pessoas para dominar e ter fluência em uma segunda ou terceira língua e investem tempo, recursos, profissionais qualificados e dedicação para essa nobre tarefa!

Gostou deste artigo?

Esperamos que este artigo tenha ajudado você na importante decisão de investir seu futuro profissional em uma Franquia!

Quer conhecer mais?

Veja nossos outros artigos sobre Franquias e Empreendedorismo.

Sucesso!

Franquias

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios