Franquias

As Franquias são a rota de sucesso para mulheres que querem ter seu próprio negócio

São inegáveis os grandes avanços que as mulheres obtiveram nas últimas décadas no mercado de trabalho. O aumento na participação foi expressivo e a presença feminina em setores que eram tradicionalmente masculinos, e em cargos de todos os níveis hierárquicos. Porém, ainda são resultados que estão longe do ideal de igualdade que toda nação que persegue o desenvolvimento deve ter. Com mais escolaridade e habilidades, as mulheres vão em busca do Empreendedorismo e de ingressar no mercado de franquias!

Se entre as décadas de 60 e 90 a participação feminina no mercado de trabalho saltou de 16% para 43%, uma variação de 169% que merece ser saudada e que previa um horizonte positivo para as mulheres, este número estagnou em 46% em 2018 e é o mesmo nas últimas duas décadas, apesar de serem a maioria na população brasileira: 51% em 2013.

É um cenário preocupante, principalmente pelo volume maior de mulheres concluindo os ensinos Médio e Superior e prontas para trabalhar, além da crise econômica que gera números altos de desemprego e atingem mais as famílias chefiadas por mulheres, que dobraram nos últimos 15 anos.

O mercado de trabalho ainda é um grande desafio conjuntural para as mulheres

Diversos fatores ainda prejudicam o crescimento da representatividade feminina no mercado formal:

  • O número de mulheres capacitadas ao trabalho e empregadas em 2018 era de 56% enquanto o de homens chegava a 78%;
  • O nível de escolaridade feminino é maior, porém recebiam 25% menos na mesma função;
  • Apenas 39% dos cargos gerenciais nas empresas é ocupado por mulheres;
  • Em 2016, o rendimento médio das mulheres era 24% menor.

Algumas situações bem conhecidas impactam na quantidade e na qualidade do emprego para as mulheres. Veja!

  • Dupla jornada: sendo chefes de família ou não, muitas mulheres aceitam empregos de jornada parcial – o percentual entre as mulheres é o dobro dos homens. São empregos, na grande maioria, de baixa qualificação e possibilidade de crescimento;
  • Alguns setores e níveis ainda são estruturalmente dominados por homens – criando condições que impedem o acesso, o que se agrava em tempos de crise de emprego;
  • Na política, em 2018 a participação era de apenas 10%, o que reduz a representatividade na luta por igualdade;
  • A gravidez ainda é uma barreira ao crescimento e à permanência no emprego. Isso explica os índices de fertilidade cada vez menores e mais tardios.

Como vemos, é um cenário ainda desafiador, o que tem levado um número cada vez maior de mulheres a investir em negócios próprios. Com mais qualificação e competências que as destacam no dia a dia, as chances de sucesso são muito grandes.

franquias

Mulheres empreendem para conquistar independência e sucesso

Com todos os obstáculos que vimos até aqui e a necessidade de ter uma renda melhor, mais poder de compra e independência financeira, mais mulheres estão investindo em negócios próprios.

As mulheres eram 51% do total de empreendedores em 2016 e nos lares onde elas são chefes de família, 41% conduzem negócios próprios. Esse número tende a crescer por conta de alguns fatores determinantes.

Formação acadêmica das mulheres

Em 2016, apenas 24% das mulheres aptas ao mercado de trabalho tinham Ensino Superior completo, mas ainda assim eram superiores aos homens, com 21%. Além disso, elas investem mais e continuamente em qualificação – mais conhecimento a respeito de negócios e já são maioria nas turmas de cursos de extensão e especialização. Dessa forma, estão melhor preparadas para os desafios de gestão em negócios próprios.

Grande diversidade de segmentos onde atuam as mulheres

As mulheres trazem para o empreendedorismo uma série de habilidades técnicas que, pelo cotidiano, aprendem ao longo da vida. Isso amplia o sucesso em negócios dos nichos mais variados e onde terão uma facilidade maior de entender a linguagem do setor e do público-alvo.

Elas têm uma participação muito forte, e com ótimos resultados, nos setores de Alimentação, Moda, Estética e Serviços Gerais – onde sempre tiveram uma presença marcante também no mercado de emprego.

Profissionais com preparo para os negócios

Não só a qualificação acadêmica é um diferencial, mas muitas mulheres vão para o empreendedorismo com experiência profissional em diversos setores, o que é decisivo para ter performances melhores nos negócios próprios.

Além disso, elas possuem algumas características que destacam no dia a dia de um negócio:

  • Dão mais ênfase ao planejamento do negócio e ao cumprimento de metas;
  • São mais detalhistas e intuitivas;
  • Priorizam a visão sistêmica do negócio;
  • Equilibram a coragem e a iniciativa com a visão estruturada e a resiliência.

É mais fácil conciliar a vida profissional com a familiar

Cuidar de duas jornadas sempre foi o maior desafio das mulheres empregadas. Com um negócio próprio, elas podem investir e trabalhar em casa em diversos segmentos e conquistar o equilíbrio entre os mundos pessoal e profissional. Isso se traduz em mais qualidade de vida.

As Franquias são o negócio ideal para as mulheres empreendedoras

Pelo conjunto de fatores positivos que destacamos anteriormente, as mulheres têm uma facilidade maior em sucesso com as Franquias.

É um modelo de negócio que une a liberdade de atuação em diversas rotinas e a na abordagem de clientes com a segurança e as maiores chances de sucesso que a marca proporciona, o que é fundamental especialmente para as chefes de família, onde um negócio próprio será a fonte única de receita.

E com o trabalho em home office, as possibilidades com as Franquias vêm aumentando muito nos últimos anos: é possível investir em pequenos comércios e serviços técnicos, mas também em nichos mais novos e que têm resultados muito acima de média.

franquias

Um segmento de destaque é o de Franquias de Consultoria, para entrega de projetos de implementação e melhorias de vários pontos de gestão das empresas, como a redução de custos, por exemplo.

É um nicho em crescimento, com um mercado de empresas que buscam se reorganizar internamente, reduzir seus custos e despesas e ganhar rentabilidade buscam o conhecimento de profissionais experientes. As principais características destas franquias são:

  • Pode trabalhar em casa, o que favorece muito a dupla jornada;
  • São franquias de baixo custo de instalação e operação;
  • Permitem a flexibilização de horários, pois são entregas por projetos e datas;
  • Podem ser negócios individuais.

Para as mulheres, esses pontos são diferenciais para ter sucesso profissional e financeiro e ao mesmo tempo cuidar melhor da família e conquistar qualidade de vida.

Gostou deste artigo? Mostramos como as Franquias podem ser a melhor opção para mulheres que querem empreender, seja em pontos comerciais ou em franquias para trabalhar em casa. É mais segurança, eficiência e cuidado com a vida pessoal.

Quer saber mais? Veja nossos outros artigos sobre Franquia e Empreendedorismo.

Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios