Empreendedorismo

O que é e como fazer um bom plano de negócios?

Um bom plano de negócios descreverá o futuro da sua empresa. Redigir um documento que demonstrará aquilo que você almeja conquistar e como se dará o planejamento para alcançar o objetivo. Ao descrever uma estratégia de negócios, você terá redigido um plano ou, pelo menos, o conceito inicial do que ele se tornará. Qualquer que seja, ele sempre começa com o rascunho de uma primeira ideia, que então será desenvolvida até resultar em um documento final, contemplando todas as diretrizes estratégicas.

Por exemplo: agora, você começa com uma certa quantidade de recursos e habilidades. Caso o seu objetivo seja expandir o seu negócio, em um ponto no futuro (geralmente três ou cinco anos depois), em que haverá uma quantidade diferente de recursos, assim como uma grande lucratividade e um aumento considerável de seus ativos, seu plano mostrará o que é preciso fazer para realizar essa ambição.

Agora que você compreende bem o seu conceito, seguiremos, de forma bem objetiva, com um passo a passo de como fazer um plano de negócios. Acompanhe!

Sumário executivo

Ele deverá dizer ao leitor exatamente aquilo que você quer. É de grande importância que você seja claro e sucinto na descrição daquilo que está pedindo ao investidor.

É comum cometerem o erro de escreverem mais do que precisam. Por isso, não gaste mais de uma página. Faça uma sinopse do plano inteiro. Dentro desse espaço, ela deverá conter elementos chaves como:

  • A descrição do negócio, seu produto e o mercado que ela servirá;
  • O capital necessário para começar e expandir, e como será utilizado;
  • A posição atual que o negócio se encontra com suas delineações legais e representantes;
  • Detalhes dos desenvolvimentos chave que serão necessários para que o negócio atinja o objetivo proposto.

Descrição do Negócio

Geralmente, começa-se com uma pequena descrição da indústria. Quando a descrever, discuta o cenário atual e as possibilidades futuras. Você deverá providenciar informações dos vários tipos de mercados presentes nela, incluindo quaisquer produtos e desenvolvimentos que causarão benefícios ou malefícios ao negócio.

Estratégias de Mercado

São o resultado meticuloso das análises de mercado. Essas análises forçam o empreendedor a se tornar familiarizado com todos os aspectos do mercado, de forma que o público-alvo possa ser definido e que a empresa possa ser posicionada de maneira a ganhar sua parcela nas vendas.

Análise dos Competidores

O propósito é simples: determinar os pontos fortes e fracos dos seus competidores no mercado. Deve-se traçar estratégias que providenciarão vantagem e barreiras que os impedirão de adentrar no seu espaço no mercado. As fraquezas dos concorrentes, principalmente, devem ser exploradas com o desenvolvimento dos produtos.

Plano de desenvolvimento

A razão de ter uma sessão para um plano de desenvolvimento é providenciar aos investidores uma descrição do design do produto, mostrando gráficos de seu potencial de desenvolvimento no contexto da produção, do marketing e da empresa de forma geral e, também, criar um orçamento que habilitará o alcance desse potencial.

Plano de Gerenciamento

Ele é construído para descrever como o negócio funcionará e seus princípios básicos de procedimento. É necessário destacar a logística da organização, mostrar as responsabilidades de cada um que está inserido na equipe de gerenciamento, as incumbências atribuídas para cada setor dentro da empresa e as despesas relacionadas a cada operação do negócio.

Fatores Financeiros

Investidores perspicazes sempre olharão com cuidado para as tabelas, gráficos, cálculos e planilhas na seção financeira, por saberem que elas são como os sinais vitais de um paciente, mostrarão se o negócio está vivo e quais são as chances de ele sobreviver. Tenha a certeza de homologar três itens essenciais nesta parte: Receita, balancete e fluxo de caixa.

Para aqueles que não querem passar pelo trabalho de como construir um plano de negócios, mas, ainda assim, têm o sonho de possuírem o próprio empreendimento, adquirir uma franquia é a melhor opção. Dessa forma, o franqueador fornecerá todo o plano pronto. E o melhor de tudo é que, dependendo da franquia escolhida, ela já terá sido testada e aprimorada inúmeras vezes. Essa é a melhor opção para quem está começando.

E então, gostou deste artigo? Antes de concluir, deixamos uma última dica: para ter sucesso com seus investimentos é preciso manter-se constantemente atualizado em relação as melhores oportunidades. Por isso, curta a nossa página no Facebook. Nela, você sempre acompanhará informações úteis para o investidor em busca de informações sobre oportunidades no mercado de franquias. Te esperamos por lá!

 

Tags

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios